O Eterno Retorno do Mesmo

Na perspectiva cosmológica de Nietzsche, a situação que estamos vivendo agora já ocorreu infinitas vezes e voltará a ocorrer infinitas vezes mais. O mundo não tem um só estado, e sim infinitos estados. Tudo tende a se constituir por um número finito de forças, forças essas que geram diferentes combinações. O tempo é eterno, logo, não há como impedir que tais combinações (forças) não se repitam. Segundo Nietzsche, é impossível impedir que tudo não retorne ao mesmo.

QUEM SOMOS NÓS? | Friedrich Nietzsche por ScarlettMarton | A Casa do Saber. ADAPTAÇÃO, Carvalho. FGNDESIGNER.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *