PHAVILLE, DO LADO DE DENTRO DO MUNDO ‧ Fagner Carvalho

Eu reservei um tempo para assistir o documentário ALPHAVILLE – DO LADO DE DENTRO DO MUNDO produzido pela cineasta Luiza Campos, gravado em 2009. Apesar de ser uma produção antiga, a fotografia se desenvolve no ambiente ermo e acinzentado do local, talvez propositalmente estigada na trilha silenciosa (triste) e na sensação rígida de solidão e ociosidade. ALPHAVILLE – DO LADO DE DENTRO DO MUNDO, nos traz a reflexão filosófica sobre o dilema de LIBERDADE e RIQUEZA, pondo em xeque a felicidade burguesa, perguntando: vale pena enriquecer e se abdicar do mundo?

O filme deixa fluir sutilmente questões desiguais, a cena simbólica onde do outro lado do muro existe uma favela reflete bem isso, apesar do roteiro se desenvolver na história de famílias ricas e amedrontadas que preferem viver longe das grandes metrópoles, longe dos “assaltos e sequestros”. Vale lembrar que existe um aumento considerável na construção de condôminos de luxo com alta vigilância (geralmente construídos no interior das cidades) e seguem como opção para quem se sente “inseguro”. Tais construções podem levar tanta a desigualdade ou ao crescimento econômico, dependendo do local. Obviamente, hoje em dia, a superproteção luxuosa (liberdade vigiada) não é uma exclusividade de ALPHAVILLE.

ALPHAVILLE é um documentário interessante (curto), mas não é um dos melhores. Nos faz pensar sobre o que é realmente liberdade, coisa que os grandes muros da indiferença não podem propor, já́ que “liberdade” não é sinônimo de segurança. O filme nos faz reavaliar como vivemos. O “medo do diferente” citado pela diretora que teve que morar por dois meses na cidade resume todo o resto: “prefiro voltar para minha perigosa São Paulo”. Talvez, em outras palavras, eu prefiro a minha “perigosa liberdade”.

AFINAL, JULIETTE É OU NÃO É UMA ARTISTA?

O debate sobre a arte tomou conta da internet nos últimos dias após a atriz Samantha Schmütz questionar uma fala da Ex-BBB Juliette Freire. A paraibana afirmou que a classe artística precisa se posicionar em tudo que diz respeito a sociedade, Schmütz reagiu com sarcasmo duvidando da palavra “ARTISTA” citada pela cantora. Em meio a polêmica, algumas pessoas colocaram-se a favor e outras contra a atriz. A questão é, Juliette pode ou não ser considerada uma artista?

As definições sobre a arte são tão ambíguas quanto os seus resquícios. Vale lembrar que as academias não produzem artistas e sim especialistas em arte, bem como as faculdades não produzem filósofos e sim especialistas em filosofia, mas este é um outro assunto (risos).

É quase impossível definir um artista sem antes definir “o que é arte?”. No épico debate sobre a mimética grega (século IV a.C.) seja na República, na Poética ou no simbólico debate entre Sócrates e Hipias Maior, eram discutidas as questões da beleza e não da arte como concebemos hoje. No entanto, há quem diga que estes foram os primeiros sinais sobre os conceitos da Arte. Segundo o Dr. Fernando Santoro, especialista em história da filosofia grega, na Grécia antiga a téchne (arte) era uma atividade humana fundada no “saber fazer”. Aquele que detinha um saber que o orienta em sua produção. Ou seja, o indivíduo que possui certa expertise singular e que consegue arrancar a catarse na contemplação do outro, pode ser chamado de artista.

Vale lembrar que grande parte do conceito atual sobre a Arte está atrelado ao “JUIZO de GOSTO”. Conceito construído pelo filósofo alemão Immanuel Kant (1724-1804) na obra “A CRÍTICA da RAZÃO PURA”. Para Kant, a arte está no juízo do gosto universal e não depende de quem faz, mas de quem sente, comtempla, aceita, julga. É o contemplador(a) que julga sua existência. Neste caso, se a Juliette tem em seu público o respeito e uma admiração descompromissada, são estas pessoas que julgarão se ela é uma artista ou não.

A arte é tão complexa que o filósofo Hegel (1770 – 1831) tentou aniquilá-la. As cópias são dissonantes e exacerbadas, pois todo o artista é um copiador. Logo, as discussões sobre a arte e o que os artistas fazem serão sempre complexas e estarão para o juízo de todos. O que é arte para uns não é arte para outros. Não obstante, em meio a decadência que consiste as definições sobre a arte, por que não dizer que Juliette é uma artista? Talvez ela seja o tanto quanto os que se dizem, e não são.

LINGUÍSTICA ‧ Linguagem na internet ‧ Sandro Xavier

Super bata-papo com Sandro Xavier. Sandro possui graduação em Bacharel em Teologia pelo Centro Universitário Metodista Bennett (1998), licenciatura em Letras-Português (2005), mestrado em Linguística (2008) e doutorado em Linguística (2014) pela Universidade de Brasília. Obteve o título de Doutor em Divindade (honoris causa) pela Faculdade de Teologia Oriente (Fator), em 2008; e o título de Doutor em Ministérios pela Harvesters School of Ministry – Theological Seminary (2016). Atualmente é assessor da presidência na Confederação Nacional da Indústria (CNI), onde é responsável pela qualidade de textos, documentações e correspondências. Tem experiência na área de linguística e teologia, com ênfase em análise de discurso, redação oficial, leitura e produção de texto, além de liturgia e homilética.

ECUMENISMO ‧ Tolerância Religiosa ‧ Isaque Góes

Super bate-papo com Isaque de Góes Costa. Isaque é Bacharel (livre) em Teologia pelo Conselho Amazônico de Igrejas Cristãs (2004). Licenciado em História pela Faculdade Integrada Brasil Amazônia(2008). Especialista em Docência e Metodologia do Ensino Superior pelo Instituto de Ensino Superior de Goiás (2011). Especialista em Metodologia do Ensino de Sociologia e Filosofia -Instituto Coimbra /MG(2017). Especialista em História e Cultura do Brasil pelo Instituto Coimbra -MG(2017). Mestre em Ciências das Religiões pela Faculdade Unida de Vitória (2017) na área de Pesquisa: Religião e Esfera Pública. Tem experiência nos seguintes temas: História cultural, ditadura militar, protestantismo e movimentos sociais.

AÇÕES AFIRMATIVAS ‧ Alessandra Minadakis

Super bate-papo com Alessandra Minadakis. Alessandra é Procuradora Federal, Feminista, Mestre em Direitos Humanos pela UFG, Coordenadora de Diversidade da APD e Sócia-Fundadora da ABJD (Associação Brasileira de Juristas pela Democracia).

🎙️FILHOS PODCAST: Relacionamentos Tóxicos e Abusivos ‧ Psicóloga Adriana Santos

Conversamos com a Psicóloga Adriana Santos sobre um assunto bastante polêmico “Relacionamentos Tóxicos e Abusivos” você já passou por isso? Está passando?

Para participar (ao vivo) é só enviar uma mensagem via chat na hora da nossa LIVE! 😘🤟Fique ligado nas nossas redes sociais!

🎙️FILHOS PODCAST: Relacionamentos Tóxicos e Abusivos ‧ Psicóloga Adriana Santos. Clique aqui ‧ https://tinyurl.com/filhostv

🎙️FILHOS PODCAST: Os Desafios da Enfermagem Pública e Privada ‧ Andrea Gomes | 🤟Filhos Canal

Conversamos com a enfermeira Andrea Gomes. Além de conta sua história, Andrea falou um pouco sobre os desafios da enfermagem no combate à COVID-19 na rede pública de saúde. —

Andrea Gome da Silva é enfermeira graduada e pós-graduada em Saúde da Família. Com vasta experiência no centro cirúrgico, Andréa vivenciou às complicações da saúde pública e estadual no combate à COVID-19. Nossa convidada atualmente é concursada pela Unidade de Pronto Atendimento Pediátrico Walter Garcia, Duque de Caxias, Rio de Janeiro e no Centro Cirúrgico do Hospital Federal de Ipanema, Rio de janeiro.

Para participar (ao vivo) é só enviar uma mensagem via chat na hora da nossa LIVE! 😘🤟Fique ligado nas nossas redes sociais!

🎙️FILHOS PODCAST: Os Desafios da Enfermagem ‧ Andrea Gomes Clique aqui ‧ youtube.com/c/filhoscanal

REDES SOCIAIS FILHOS
⚡TWITTER FILHOS https://twitter.com/PodcastFilhos
📷 INSTAGRAM FILHOS https://www.instagram.com/filhoscanal
☂FACEBOOK FILHOS https://www.facebook.com/filhoscanal
🎧ENCHOR https://www.anchor.fm/filhospodcast
🎙️TWITCH FILHOS https://www.twitch.tv/filhosgame
🔔 CONTATO E PARCERIAS filhospodcast@gmail.com

DIREÇÃO GERAL Fgn Designer (Fagner Carvalho) & Lidiane Carvalho