Critica

Que atuação! Vocês viram o que eu vi?

Que atuação! Vocês viram o que eu vi? Se sim, vão saber do que eu estou falando (risos). Quero expressar minha surpresa com o filmaço polonês “Rede de Ódio” da Netflix. Em primeiro lugar, palmas para a perfeita atuação de Maciej Musiałowski. O filme basicamente conta estória de um jovem (Tomek) que plagiou o trabalho de conclusão de curso e foi expulso da faculdade de direito. Porém, ao decorrer da vida, Tomek desenvolve talentos virtuais obscuros tornando-se “hater” de uma perigosa agência de marketing político. A trama também gira em torno das polêmicas “fakes news”, assunto bastante pertinente no Brasil atualmente. O filme prende a atenção principalmente pela qualidade dos artistas. Não é uma super produção, porém renova a dobradinha entre o roteirista novato Mateusz Pacewiczmas e a direção do elogiadíssimo Jan Komasa (indicado ao Oscar de melhor filme internacional de 2020, Corpus Christ). O foco no olhar e toda expressão forte de dor, medo e ódio do protagonista, além do charme e o silêncio das cenas, são envolventes. Ouso dizer que, até o momento, pelas atuações e pela temática, é um dos melhores filmes do ano (digno de premiações). Trata-se de um suspense metódico de alta reflexão que vale toda a atenção. Um prato cheio para estudantes de marketing, gestão, comunicação e publicidade.